jul 29 2011

Homo Zappiens, geração Z…

Published by at 19:19 under Escola

A presença do nativo digital em nossas aulas é cada vez maior. Diante disso, na sua concepção, qual é o papel da coordenação pedagógica?

Leia: O que ainda podemos ensinar aos nativos digitais

Lapis e computadores…

O papel do gestor da escola na incorporação das TIC na escola

9 responses so far

9 Responses to “Homo Zappiens, geração Z…”

  1. Leticia Mouraon 30 jul 2011 at 16:03

    Estamos imersos em uma sociedade da informação. A globalização empreendida e fortalecida através dos meios de comunicação de massa nos impõe a necessidade de estarmos constantemente buscando atualização de informações. Mas o que é afinal o conhecimento? Como julgar faz informações em úteis, necessárias, básicas ou mesmo complexas?
    Neste contexto está a escola com suas diferentes realidades tanto no âmbito social, como político, cultural dentre tantos outros. Qual é o papel da escola diante do aluno que hoje não cabe mais dentro de um espaço tão tradicional, pouco inclusivo?
    Sei que o meu papel aqui é buscar uma resposta (ou várias) a questão inicial, porém deparo-me com outras. Logo, acredito ser a coordenação pedagógica importante mediador desse processo de reorganização da escola, mudando sua ótica de trabalho voltado para resultados (notas) e conteúdos (muito conceitual, pouco prática) para uma forma de trabalho que envolva as vivências dos seus alunos (nativo digital).
    Não quero dizer aqui que deve a Coordenação pedagógica tratar-se de técnicos especialistas em softwares, mas ter a clareza da necessária valorização das tecnologias de informação de comunicação no desenvolvimento do planejamento escolar, bem como sua aplicabilidade como importantes recursos para a promoção da aprendizagem dos alunos.
    Neste sentido faz-se necessária uma distinção clara entre tecnologia e seu uso como simples metodologia, porque neste caso não haverá mudança de atitude e de postura. A escola continuará vendo o aluno como mero reprodutor de informações, que utilizam além do caderno e do lápis, um editor de texto, por exemplo.
    De forma muito decisiva estará o incentivo da Coordenação Pedagógica, o apoio didático oferecido por ele através das leituras, discussões, oportunidade de práticas de laboratório, formação com especialistas, trocas de ideias entre colegas professores, trocas de experiências entre escolas. E neste sentido cabe ainda a “troca” (repito) utilizando as possibilidades da Internet (como o MSN, blogs, entre outros). A Coord. Pedag. poderá através de uma campanha de trabalho conjunto com os técnicos da escola ou da rede de ensino possibilitar a formação para a criação de blogs, ou mesmo para a escola. Oportunizando assim a divulgação do trabalho da escola e incentivando os professores e alunos a produzirem conhecimentos dando méritos a eles (não somente por este objetivo).
    As tecnologias estão presentes no nosso dia a dia. Nosso aluno está cada vez mais se inteirando com elas, adquirindo muita informação, sobretudo. E cabe a escola, como um conjunto de profissionais, auxiliá-lo, mediá-lo a tornar estas informações conhecimentos úteis a sua vida, desenvolvendo competências como expressar-se, e comunicar-se compreendendo o mundo e transformando-o eticamente.

  2. Rosane Kreitlowon 30 jul 2011 at 16:04

    Nos dias atuais, nossas crianças já nascem com acesso a informação, elas já sabem como usar um computador, mexer num controle remoto, fazer ligações de celular, mandar emails , torpedos, etc…
    Elas não precisam da orientação de um adulto, elas descobrem por si, elas perguntam pelo MSN,face book, Orkut… ao colega, elas interagem entre si.
    O coordenador pedagógico deve pesquisar, estudar, e ajudar os colegas professores fornecendo subsídios para que estes possam se aprimorar,trabalhando de maneira interdisciplinar, para que as aulas sejam mais diversificadas,atualizadas e interessantes para os alunos, pois estes não querem mais aulas tradicionais, chatas e repetitivas.
    O professor deve estar preparado a instigar seus alunos a procurar informações, serem sujeitos da própria aprendizagem.
    Como estamos vivendo num mundo digital, aproveitar todas as possibilidades e recursos possíveis que esta era nos oferece.

  3. celita teresinha lavallon 30 jul 2011 at 16:09

    A presença do nativo digital em nossas aulas é cada vez maior. Diante disso, na sua concepção, qual é o papel da coordenação pedagógica?
    O desafio das novas tecnologias ,na sociedade em que vivemos ,devemos sempre buscar ter mas conhecimentos para saber e ser um profissional qualificado .
    E como coordenador procurar realizar um trabalho democrático,saber ouvir antes de agir.

    Buscar pra escola em geral dar o portunidades para os profissional ter mas conhecimento a tecnologia.
    Sempre respeitando seu potencial como ser humano.

  4. graziela adreolaon 30 jul 2011 at 16:12

    A presença do nativo digital em nossas aulas é cada vez maior. Diante disso, na sua concepção, qual é o papel da coordenação pedagógica?
    O coordeador pedagógico , deve orietar os professores a motivarem cada vez mais o usod tecologia em suas aulas. Esta deve ser cada vez mais usada para desafiar os aluos,a pesquisarem, usarem para uscar respostas para prolemas, efim, deverá servir de apoio e fote de pesquisa. As ferrametas que a tecologia oferece ( vídeos, pait, logs,…) são ricas e de fácil compreesão para eles, a geraçãoZ acostumada a realizar hailidades.
    O coordeador pedagógico ao precisa saer, eteder de tudo, mas precisa ter a visão do que é ecessário e de ode uscar o que ao SAE e como coduzir o estudo para que chegue ode deseja.
    O professor por sua vez, deverá fazer com que ocoteúdo ou assuto em estudo teha importâcia primeiramete para ele , pois o aluo ao perceer isto, se setirá motivado e desafiado a traalhar com o assuto.
    ——– o teclado ta estragado——-

  5. claucen jurema mello de mouraon 30 jul 2011 at 16:17

    Vivemos numa sociedade onde desde muito pequenos, as crianças convivem com a tecnologia. Com isto adquirem uma grande quantidade de informações. Conseguem fazer em um só momento várias coisas ao mesmo tempo, estando conectadas em atividades diferentes ao mesmo tempo, com isto desenvolvem habilidades.
    Cabe ao professor ter o conhecimento e ser capaz de lidar com este aluno,afim de fazer com que este traga para o seu dia a dia, seja na sua casa ou na escola, e transforme estas habilidades que ele adquiriu , nesta fasta gama de informações o conhecimento necessário para a produção de um conhecimento significativo.
    Percebe-se que nossos alunos mudaram e exigem que a escola mude também, para isso é preciso repensar o ensino de uma maneira diferente, trazendo para a escola estas ferramentas, das quais os alunos tem acesso fora do ambiente escolar.
    A escola precisa adequar-se a esta nova clientela, mas o aluno também deve perceber que mesmo estando imerso nesta rede de informações ele precisa de orientadores ,para que estas informações não se percam . pois a aprendizagem acontece na interação, na troca de informações.
    É importante que haja respeito às inúmeras diferenças, que encontramos no dia a dia, e cada um acreditando nas potencialidades e capacidades dos mesmos, se dominamos ou não as “máquinas “ aprendemos uns com os outros.

  6. juraci keidannon 30 jul 2011 at 16:22

    Cada ano que passa, recebemos em nossas escolas crianças com menos vontade de aprender, mas que trazem consigo experiências e habilidades que algumas vezes estão além do nosso conhecimento e da nossa capacidade de acompanhá-los. São capazes de fazer várias coisas ao mesmo tempo,sempre cheias de energia, tem resposta para tudo e muita criativas quando se trata dos seus interesses.
    E nesse contexto estamos nós, professores e equipe gestora, que fomos educados para sermos submissos e ouvintes. Sentimos que estamos perdendo nossos alunos.
    Estamos diante da geração Z que quer ser desafiada, estar em atividade, estar no controle, quer ser a protagonista da situação, são aqueles que passam a maior parte do dia imersos na tecnologia, em suas casas, na casa de seus colegas, na rua ou na reunião de amigos munidos de seus celulares, ipods, MP 3, 4,5… e o lugar onde menos podem ter contato com isso é na escola.
    E então como coordenador pedagógico sentimos a necessidade de criar ambientes de aprendizagem que contemplem essa situação.

  7. tatiane beatriz hentzon 05 jun 2012 at 15:04

    TURMA: GESTAO ESCOLAR – 707 UNINTESE

    A coordenação pedagógica deve construir uma relação diretiva com os professores, onde deve primar o respeito, ética e coleguismo. Diante disso, os coordenadores tem o papel de instruir os professores,ajudá-los e orientá-los no que precisarem. No caso das várias tecnologias de informações, sabe-se da dificuldade de alguns professores trabalhar com esse apoio, pois as TIC são uma ferramenta de trabalho, que pode e deve ser usada pelo professor para auxiliar nos seus planejamentos diários de aula. O educador deve se aperfeiçoar cada vez mais para acompanhar os processos das tecnologias, e para isso ele deve contar com a ajuda do coordenador, que deve estar sempre em constante estudo e pesquisa para se atualizar.

  8. Valéria Magni Gráson 09 jun 2012 at 19:46

    A coordenação pedagógica da escola deve oferecer suporte para o trabalho do professor. Diante desse mundo de informações em que vivemos hoje, o coordenador pedagógico deve estar sempre se atualizando, ele deve ter uma bagagem teórica sustentável, bem como, experiências, dicas, opiniões, sugestões que virão agregar o trabalho do professor, esse que está trabalhando direto com o nativo digital.
    Através de reuniões, rápidos encontros, disponibilização e troca de materiais o coordenador pedagógico ajuda o professor traçar caminhos para chamar a atenção do nativo digital para sua área de estudo. Com isso, o professor conseguirá fazer-se presente nesse mundo de tecnologia tão cobiçado e usado pelos alunos hoje.

  9. karine schumacheron 20 jun 2012 at 18:04

    O papel da coordenação nas escolas é saber organizar e gerenciar as novas tecnologias incorporando-as dentro das salas de aula, pois elas contribuem para expandir o acesso à informática atualizada e, principalmente, para promover a criação de comunidades colaborativas de aprendizagem que privilegiam a construção do conhecimento, a comunicação, a formação continuada, e a gestão articulada entre as áreas administrativas, pedagógica einformacional da escola.
    Ao explorar as potencialidades das TIC no seu cotidiano, principalmente com o acesso à internet, a escola abre-se para novas relações com o saber, vivenciando a comunicação compartilhada e a troca de informações com outros espaços do conhecimento que possuam os mesmosinteresses. Essa abertura com diferentes espaços potencializa a gestão escolar e provoca mudanças substanciais no interior da instituição, no qual o ensino, a aprendizagem e a gestão participativa podem desenvolver em um processo colaborativo com os setores internos e externos da comunidade escolar.
    PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESCOLAR DE SANTO ÂNGELO TURMA 707.
    KARINE SCHUMACHER

Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply

Spam Protection by WP-SpamFree